top of page

27 de Agosto - Dia do Psicólogo




No Brasil, o Dia do Psicólogo é comemorado em 27 de agosto em homenagem a data da regulamentação desta profissão no país, através do Decreto de Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1964. Entenda um pouco mais desta profissão no âmbito escolar.


Psicologia Educacional: A importância da psicologia nas escolas


A psicologia educacional contribuiu consideravelmente para a criação do sistema moderno de educação. A psicologia aplicada na área educacional ajuda tanto os professores quanto os alunos, e de várias maneiras:


1. Compreender as etapas de desenvolvimento:

A Psicologia ajuda a compreensão de que a vida humana passa por diferentes estágios de desenvolvimento até atingir a idade adulta. Essas fases são: a infância, a adolescência e a idade adulta. Cada fase implica em padrões de comportamento característicos, e a identificação destes períodos poderia ajudar muito os  educadores na hora da elaboração do currículo e para determinar os métodos mais adequados de ensino para os alunos em cada um dos diferentes estágios de aprendizagem.


2. Conhecer o estudante:

A criança ou o aluno é o fator chave no processo de ensino e aprendizagem. A psicologia educacional ajuda o professor a conhecer quais são seus interesses, atitudes, aptidões e outras capacidades e habilidades adquiridas ou inatas. A psicologia educacional também ajuda na compreensão sobre o estágio em que o aluno se encontra com relação ao seu desenvolvimento social, emocional, intelectual e físico, além de levar em consideração o nível de aspiração e o comportamento consciente e inconsciente do aluno. Aspectos da vida do aluno que atualmente são ignorados no ambiente educacional, influenciam muito no rendimento do aluno e são o objeto do psicólogo educacional: como o aluno se comporta em grupos, seus conflitos, desejos e outros aspectos de sua saúde mental. Com a orientação adequada, o aluno pode formar uma atitude mais positiva com relação à vida e a si mesmo, além de formar uma personalidade mais integrada e solidária.


3. Compreender a essência da aprendizagem:

A Psicologia da Educação ajuda o professor a adaptar e ajustar seu ensino de acordo com o nível dos alunos. Para que o conhecimento seja repassado é preciso que o professor tenha uma boa didática, pois muitas vezes o professor ensina mas poucos alunos realmente aprendem. Para conseguir lidar com os alunos de forma eficaz na classe de aula, o professor precisa ter o conhecimento das várias abordagens que levam ao processo de aprendizagem, seus princípios, bem como as leis e fatores que a afetam diretamente; somente assim o educador poderá aplicar medidas corretivas eficazes dentro da sala de aula.


4. Entender as diferenças individuais:

Todas as pessoas são diferentes, não existe um único ser humano igual a outro. Os alunos diferem e muito com relação aos níveis de inteligência, aptidões, gostos e desgostos, além de ter tendências e potencialidades distintas. Existe uma diferença enorme no grau de aprendizagem numa única sala de aula: há  crianças super dotadas, outras com déficit de atenção, algumas com deficiências físicas e mentais. As diferenças são enormes e o professor deve conhecê-las para que consiga proceder de maneira adequada com cada uma delas.


5. Resolver problemas em sala de aula:

Existem inúmeros problemas que podem surgir numa sala de aula, alguns deles são: o bullying, a pressão dos colegas, as colas nas provas, as tensões étnicas, etc. O psicólogo educacional auxilia o aluno a lidar melhor com estas situações, esclarecendo e instruindo o aluno com as mediações para superar o problema. Para tanto ele precisa estudar as características dos problemas potenciais em sala de aula, a dinâmica do grupo, as características comportamentais do aluno e os possíveis ajustes que serão necessários.


6. Desenvolver as habilidades necessárias e estimular interesse em ensinar e aprender:

A psicologia educacional ajuda o professor a adquirir e desenvolver qualidades e habilidades necessárias para lidar com os problemas criados pelos alunos, além de criar uma atmosfera saudável na sala de aula e demonstrar preocupação com relação ao progresso dos alunos.


7. Compreender os métodos eficazes de ensino:

A Psicologia Educacional descobriu novas abordagens, princípios e técnicas de que são muito úteis no processo de ensino e aprendizagem. Ela demonstra o quão importante é a dinâmica na sala de aula, da existência de um espaço para jogos e brincadeiras voltados à educação, dessa forma a criança aprende de uma maneira divertida e saudável.


8. Compreender a Saúde Mental da Criança:

A Psicologia Educacional ajuda o professor reconhecer os fatores responsáveis pela carência de saúde mental em um estudante, quais componentes podem estar contribuindo para determinado estado mental, além de sugerir o procedimento mais adequado. Além disso, ela também fornece ao professor a visão necessária para melhorar o seu próprio estado mental, a fim de lidar com a situação de maneira eficaz.


10. Fornecer orientação e aconselhamento: 

Hoje em dia é importante que a criança receba orientação em todas as fases do seu desenvolvimento, porque as habilidades psicológicas, interesses e aprendizagem diferem de uma pessoa para outra. O psicólogo educacional também ajuda o professor a lidar com os seus próprios problemas emocionais para que consiga otimizar o seu desempenho em sala de aula.


11. Entender os princípios da Avaliação:

A avaliação é parte integrante do processo de ensino e aprendizagem. É através das técnicas de avaliação que o potencial da criança é testada e aprovada. O desenvolvimento dos diferentes tipos de testes psicológicos para a avaliação do indivíduo é uma das contribuições da psicologia da educação.


12. Incutir uma disciplina positiva e criativa:

O slogan habitual dos professores tradicionais era: “Se poupar a vara, vai consumir a criança”. A psicologia educacional substituiu o sistema repressivo pelo sistema preventivo. Agora os professores passaram a adotar uma abordagem mais cooperativa e científica, a fim de modificar o comportamento dos alunos. A ênfase é colocada sobre a autodisciplina através de atividades criativas e construtivas.


13. Conhecer a si mesmo:

A Psicologia Educacional ajuda o professor a se conhecer melhor: a sua personalidade, seus padrões de comportamento, seus gostos e motivações, suas ansiedades etc. Todo esse conhecimento irá ajudá-lo a crescer como um professor bem sucedido.

Em suma, podemos dizer que a psicologia educacional contribui consideravelmente para a criação de um sistema moderno de educação. Ela tem ajudado professores, diretores, administradores e assistentes sociais, a desenvolver significativamente uma atitude mais solidária para com os alunos, ajudando-os a crescer e se tornarem pessoas mais íntegras e independentes.


Fonte: Psiconlinenews

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page